sexta-feira, 22 de junho de 2018

ARACY DE ALMEIDA - 30 ANOS DE SAUDADE

ARACY DE ALMEIDA
Carioca, 14 de dezembro de 1935.
Arquivo Nirez


Há 30 anos, no dia 20 de junho de 1988, falecia a cantora ARACY DE ALMEIDA.

Aracy Teles de Almeida nasceu no Rio de Janeiro em 19 de agosto de 1914. Nasceu e cresceu no Bairro do Encantado, subúrbio carioca. Era filha de Baltasar Teles de Almeida, chefe de trens da Central do Brasil.

Ainda jovem, Aracy cantava no coro da Igreja Batista onde seu irmão, Alcides, era pastor. Ela era uma criança pobre que sonhava em ser cantora de rádio. Seu sonho começou a se realizar quando, já mocinha, encontrou o compositor Custódio Mesquita, cantando para ele a marcha Bom dia, meu amor, de Joubert de Carvalho e Olegário Mariano, do repertório de Carmen Miranda.

Custódio Mesquita a levou para a Rádio Educadora, onde ela passou a trabalhar profissionalmente em 1933. Nesse período, segundo o pesquisador Antônio Epaminondas, Aracy já conhecia o compositor Noel Rosa e o acompanhava por todos os locais.

Ainda em 1933, a revista O Malho anunciava os discos que seriam gravados para o Carnaval do ano seguinte, citando o nome de Aracy de Almeida; e em janeiro de 1934 ela lançava seu primeiro disco, com a marcha Em Plena Folia, de Julieta de Oliveira. No segundo disco, lançado também em janeiro de 1934, lançou a marcha Golpe Errado, de Jaci.



O Malho, 14 de dezembro de 1933.
http://memoria.bn.br


Em pouco tempo conseguiu mostrar seu talento, aumentando bastante sua popularidade perante o público. Ao lado de Marília Batista, Aracy de Almeida seria considerada a melhor intérprete de Noel Rosa. E em dezembro de 1934 ela lançou seu primeiro disco com uma música de Noel, o samba Seu Riso de Criança, sendo acompanhada por Pixinguinha e Sua Orquestra.

Foi uma das cantoras convidadas especialmente para inaugurar a Rádio Nacional do Rio de Janeiro, em 12 de setembro de 1936.



Aracy de Almeida na inauguração da Rádio Nacional,
em 12 de setembro de 1936.
Carioca.
Arquivo Nirez


Morando no subúrbio do Encantado, ela seria conhecida, entre outros títulos, por Araca, Rainha do Samba, Arquiduquesa do Encantado ou a Dama do Encantado. O quintal de sua casa dava para o quintal da cantora e atriz Pepa Delgado, um dos principais nomes de nossa cultura no começo do século XX. Duas gerações de talentos se encontrando.

Entre 1950 e 1962, morou em São Paulo.

Foi casada com o goleiro de futebol Rei (José Fontana), jogador do Vasco e do Bangu, nas décadas de 1930 e 1940. O casamento durou pouco tempo.

Mesmo sendo intérprete de sambas, também apreciava música clássica e leituras de psicanálise, além possuir em sua casa quadros de importantes pintores brasileiros como Aldemir Martins e Di Cavalcanti.

Seus amigos e pessoas que conviviam com ela, na intimidade ou profissionalmente, a descreviam como uma mulher lida e esclarecida.

Aracy de Almeida foi uma das poucas cantoras que chegou perto de rivalizar com Carmen Miranda, considerada a principal intérprete dos anos 30.

Lançou vários clássicos de nosso cancioneiro, brilhando nos anos 30, 40, 50, 60, sendo uma das responsáveis em manter viva a obra de seu amigo Noel Rosa. Nas décadas de 1970 e 1980, ficou conhecida por ter-se tornado jurada de programas de auditórios, criando um personagem: a senhora rabugenta, sempre de óculos escuros e de mau-humor. Esse personagem foi criado por ela para atrair a atenção de telespectadores para programas como A Buzina do Chacrinha e Sílvio Santos.

Em 1980, ela realizou um show no Teatro Lira Paulistana, resultando em um disco, em um lançamento póstumo pela Continental, em 1988, intitulado Aracy de Almeida ao Vivo.

A minha geração a conheceu como jurada de um programa de calouros comandado por Sílvio Santos, no SBT. Porém, depois eu conheci sua carreira de cantora e me encantei com sua voz e interpretação. E que Intérprete!!! (com I maiúsculo mesmo).



ARACY DEALMEIDA
Carioca, 17 de outubro de 1936.
Arquivo Nirez



Trago vinte e duas gravações realizadas por Aracy de Almeida entre 1933 e 1947, realizadas na Columbia, Victor e Odeon, onde ela apresenta todos seu talento e estilo únicos.



EM PLENA FOLIA
Marcha de Julieta de Oliveira
Gravada por Aracy de Almeida
Acompanhamento de Pixinguinha e Sua Orquestra
Disco Columbia 22.258-B, matriz 1011
Lançado em janeiro de 1934



GOLPE ERRADO
Marcha de Jaci
Gravada por Aracy de Almeida
Acompanhamento de Pixinguinha e Sua Orquestra
Disco Columbia 22.259-B, matriz 10141
Lançado em janeiro de 1934



RISO DE CRIANÇA
Samba de Noel Rosa
Gravado por Aracy de Almeida
Acompanhamento de Pixinguinha e Sua Orquestra
Disco Columbia 8.107-B, matriz 1053
Lançado em dezembro de 1934



SAUDADE DO MEU PAPAI
Marcha de Walfrido Silva e Roberto Martins
Gravada por Aracy de Almeida
Acompanhamento de Pixinguinha e Sua Orquestra
Disco Columbia 8.107-B, matriz 1052
Lançado em dezembro de 1934



TRISTE CUÍCA
Samba de Noel Rosa e Hervê Cordovil
Gravado por Aracy de Almeida
Acompanhamento do Conjunto Regional Benedito Lacerda
Disco Victor 33.927-A, matriz 79866-1
Gravado em 10 de abril de 1935 e lançado em maio



CANSEI DE PEDIR
Samba de Noel Rosa
Gravado por Aracy de Almeida
Acompanhamento do Grupo do Canhoto
Disco Victor 33.949-B, matriz 79891-1
Gravado em 24 de abril de 1935 e lançado em julho



PALPITE INFELIZ
Samba de Noel Rosa
Gravado por Aracy de Almeida
Acompanhamento do Conjunto Regional RCA Victor
Disco Victor 34.007-A, matriz 80050-1
Gravado em 17 de dezembro de 1935 e lançado em janeiro de 1936



QUE BAIXO
Marcha de Noel Rosa e Antônio Nássara
Gravada por Aracy de Almeida
Acompanhamento do Conjunto Regional RCA Victor
Disco Victor 34.007-B, matriz 80051-1
Gravado em 17 de dezembro de 1935 e lançado em janeiro de 1936



O X DO PROBLEMA
Samba de Noel Rosa
Gravado por Aracy de Almeida
Acompanhamento do Conjunto Regional RCA Victor
Disco Victor 34.099-A, matriz 80191-3
Gravado em 18 de agosto de 1936 e lançado em outubro



EU SEI SOFRER
Samba de Noel Rosa
Gravado por Aracy de Almeida
Acompanhamento dos Boêmios da Cidade
Disco Victor 34.176-A, matriz 80375-1
Gravado em 20 de abril de 1937 e lançado em junho



O MAIOR CASTIGO QUE EU TE DOU
Samba de Noel Rosa
Gravado por Aracy de Almeida
Acompanhamento dos Boêmios da Cidade
Disco Victor 34.176-B, matriz 80376-1
Gravado em 20 de abril de 1937 e lançado em junho



ÚLTIMO DESEJO
Samba de Noel Rosa
Gravado por Aracy de Almeida
Acompanhamento dos Boêmios da Cidade
Disco Victor 34.296-A, matriz 80511-1
Gravado em 01 de julho de 1937 e lançado em março de 1938



SÉCULO DO PROGRESSO
Samba de Noel Rosa
Gravado por Aracy de Almeida
Acompanhamento dos Boêmios da Cidade
Disco Victor 34.296-B, matriz 80555-1
Gravado em 28 de julho de 1937 e lançado em março de 1938



MAESTRO CAIXA DE FÓSFORO
Samba de Germano Augusto e Gabriel Meira
Gravado por Aracy de Almeida
Acompanhamento do Regional Odeon
Disco Odeon 12.289-A, matriz 7082
Gravado em 06 de outubro de 1942 e lançado em abril de 1943



NEGA PELADA ME DEIXA
Samba de Arlindo Marques Jr. e Roberto Roberti
Gravado por Aracy de Almeida
Acompanhamento de Conjunto Regional
Disco Odeon 12.305-A, matriz 7243
Gravado em 30 de março de 1943 e lançado em maio



INGRATO MALAQUIAS
Samba de Francisco Malfitano
Gravado por Aracy de Almeida
Acompanhamento de Abel e Seu Conjunto
Disco Odeon 12.360-B, matriz 7364
Gravado em 13 de agosto de 1943 e lançado em outubro



FRANQUEZA
Samba de Nilton Teixeira e Valdemar Gomes
Gravado por Aracy de Almeida
Acompanhamento de Lauro Araújo e Seu Ritmo
Disco Odeon 12.686-A, matriz 8006
Gravado em 08 de fevereiro de 1946 e lançado em março



SAIA DO CAMINHO
Samba de Custódio Mesquita e Evaldo Rui
Gravado por Aracy de Almeida
Acompanhamento de Lauro Araújo e Seu Ritmo
Disco Odeon 12.686-BA, matriz 8007
Gravado em 08 de fevereiro de 1946 e lançado em março



ESCANDALOSA
Rumba de Djalma Esteves e Moacir Silva
Gravada por Aracy de Almeida
Acompanhamento do Trio Madrigal e dos Vocalistas Tropicais
Disco Odeon 12.793-A, matriz 8232
Gravado em 30 de maio de 1947 e lançado em julho



QUEM FOI
Samba de Nestor de Holanda e Jorge Tavares
Gravado por Aracy de Almeida
Acompanhamento dos Vocalistas Tropicais
Disco Odeon 12.793-B, matriz 9233
Gravado em 31 de maio de 1947 e lançado em julho



PELA DÉCIMA VEZ
Samba de Noel Rosa
Gravado por Aracy de Almeida
Acompanhamento de Geraldo Medeiros e Seu Conjunto, com Bolinha ao piano
Disco Odeon 12.804-A, matriz 8211
Gravado em 17 de abril de 1947 e lançado em setembro



RESIGNAÇÃO
Samba de Afonso Teixeira e Peterpan
Gravado por Aracy de Almeida
Acompanhamento de Geraldo Medeiros e Seu Conjunto, com Bolinha ao piano
Disco Odeon 12.804-B, matriz 8210
Gravado em 17 de abril de 1947 e lançado em setembro









Agradecimento ao Arquivo Nirez
Fonte: http://dicionariompb.com.br










terça-feira, 12 de junho de 2018

SÁ RÓRIS - 43 ANOS DE SAUDADE

SÁ RÓRIS
Fon Fon, 1938.
http://memoria.bn.br


Há 43 anos falecia o compositor e letrista SÁ RÓRIS.

José de Sá Róris nasceu no Ceará, em 23 de junho de 1887, sendo filho de Arlindo Gomes de Sá Róris e Amália de Sá Róris. Aos 13 anos de idade, estava em Salvador (BA), estudando na Escola de Belas Artes de Salvador. Passou a morar no Rio de Janeiro em 1926, passando em um concurso para professor de Desenho do Colégio Pedro II.

Suas músicas começaram a ser gravadas em meados da década de 1930, por cantores como J. B. de Carvalho e Almirante, que lançou o choro Apanhei um resfriado, sucesso de 1937. Seu grande sucesso foi a marcha Periquitinho Verde, em parceria com Nássara, lançada em 1938 por Dircinha Batista.

Também se destacou no campo romântico com a bela valsa Por Ti, em parceria com Leonel Azevedo, gravada por Orlando Silva em 1939.

Casou-se com a inglesa Elizabeth Read Sá Róris, tendo três filhos.

Foi sócio fundador da União Brasileira de Compositores (UBC), em 1940.

Sá Róris faleceu no Rio de Janeiro em 12 de junho de 1975, onze dias antes de completar 88 anos.

SÁ RÓRIS
Fon Fon, 1939.
http://memoria.bn.br


Trago algumas composições de sua autoria, gravadas entre 1935 e 1943, por grandes nomes de nossa música.



APANHEI UM RESFRIADO
Choro de Sá Róris e Leonel Azevedo
Gravado por Almirante
Acompanhamento do Conjunto RCA Victor
Disco Victor 34.175-B, matriz 80384-1
Gravado em 29 de abril de 1937 e lançado em junho



VOU DEIXAR MEU CEARÁ
Toada Sertaneja de Sá Róris
Gravada por Almirante
Acompanhamento de Benedito Lacerda e Seu Conjunto Regional
Disco Odeon 11.484-B, matriz 5582
Gravado em 29 de maio de 1937 e lançado em julho



PERIQUITINHO VERDE
Marcha de Sá Róris e Antônio Nássara
Gravada por Dircinha Batista
Acompanhamento de Conjunto Regional
Disco Odeon 11.553-A, matriz 5719
Gravado em 29 de novembro de 1937 e lançado em janeiro de 1938



DO OUTRO MUNDO
Choro de Sá Róris e Francisco Fernandes
Gravado por Almirante
Acompanhamento de Dante Santoro e Seu Conjunto Regional
Disco Odeon 11.723-A, matriz 6064
Gravado em 14 de abril de 1939 e lançado em junho



POR TI
Valsa de Sá Róris e Leonel Azevedo
Gravada por Orlando Silva
Acompanhamento de Orquestra
Disco Victor 34.455-A, matriz 33067-1
Gravado em 28 de abril de 1939 e lançado em julho



COZINHEIRA GRANFINA
Choro de Sá Róris
Gravado por Carmen Miranda e Almirante
Acompanhamento do Conjunto Odeon, sob a direção de Simon Bountman
Disco Odeon 11.777-B, matriz 6076-1
Gravado em 03 de maio de 1939 e lançado em outubro



Ô BAIANA
Marcha de Sá Róris e Bráulio Carvalho
Gravada por Almirante
Acompanhamento do Conjunto Odeon, sob a direção de Simon Bountman
Disco Odeon 11.826-B, matriz 6279
Gravado em 29 de novembro de 1939 e lançado em fevereiro de 1940



NÃO HÁ QUEM POSSA
Samba de Sá Róris e Edgard Freitas
Gravado por J. B. de Carvalho
Acompanhamento do Conjunto Odeon
Disco Odeon 11.908-B, matriz 6426
Gravado em 10 de julho de 1940 e lançado em outubro



JUREI
Marcha de Sá Róris
Gravada por Gastão Formenti
Acompanhamento da Orquestra Odeon
Disco Odeon 11.953-A, matriz 6562
Gravado em 13 de dezembro de 1940 e lançado em fevereiro de 1941



DANÇA LA CONGA
Marcha de Sá Róris e Príncipe Pretinho
Gravada pelo Trio de Ouro
Disco Columbia 55.319-B, matriz 490-1
Gravado em 25 de dezembro de 1941 e lançado em janeiro de 1942



ELE JÁ NÃO TE AMA
Samba de Sá Róris e Walfrido Silva
Gravado por Marilu
Acompanhamento de Regional
Disco Victor 80-0161-B, matriz S-052903-1
Gravado em 09 de dezembro de 1943 e lançado em fevereiro de 1944









Agradecimento ao Arquivo Nirez
Fonte: dicionariompb.com.br










Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...