quarta-feira, 30 de março de 2011

EULINA - 1912

Para relaxar, uma modinha cantada por Eduardo das Neves
sempre é bem vinda.
Eulina foi gravada em 1912, disco Odeon Record 108.712, matriz XR-1355.
Uma bela modinha com uma leve pincelada de sensualidade.





Eulina
Acorda Eulina formosa
vem ouvir o meu cantar
A lua está majestosa
vem gozar o luar
Quero a tua formosura
o teu suave cantar
Para completa ventura
da serenata ao luar

É meia noite, donzela
Descerre, não tem receio
Não tardes, Eulina bela
Eu quero afagar-te os seios
Quero a tua formosura
o teu suave cantar
cheio de magoa e ternura
meu coração alentar

Descerre, não tem receio
Ó vem, Eulina bela
que a noite já vai em meio
chega depressa à janela
Na barquinha cor de rosa
eu venho te despertar
Desperta, Eulina formosa
é hora de nos casar

Ouvi o canto da lira
magoado terna paixao
Meu pobre peito suspira
alenta meu coração
Na barquinha feiticeira
eu venho te despertar
Ó, vem Eulina brejeira
a serenata cantar




Agradecimento ao Arquivo Nirez

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...