sábado, 24 de dezembro de 2011

23 anos de Pesquisas Musicais

Hoje, véspera de Natal, completo 23 anos de Pesquisas Musicais.
Naquele Natal de 1988 eu ganhava de minha mãe o lp 
Revivendo Dalva de Oliveira com Roberto Inglez e sua Orquestra.



Como era bom, aos 13 anos, descobrir uma grande cantora de nossa música, ouvir aquelas gravações, sua interpretação. Era mágico. Me transportava a uma época que, teoricamente não tendo conhecido, era-me totalmente familiar. Ouvia inúmeras vezes seguidas Kalu, Ai Yoyô, Carinhoso, na voz de Dalva. 
Nunca esquecerei o som e a sensação de sentir (sim, sentir!) sua voz.
A partir de então eu dava início às minhas pesquisas sobre música e seus intérpretes.
Na verdade, antes dessa data, eu já começava a ouvir e me interessas por gravações do passado, mas, só com esse presente que fiz disso uma constante em minha vida, vinte e quatro horas por dia. E, desde então, minha vida tomou um belo sentido.


Duas músicas que tocaram bastante naquela Natal e que faziam parte do lp, foram:

Noite de Natal (Silent, Night, Holy Night)
Dalva de Oliveira, com Roberto Inglez e sua Orquestra (1953)





Lindo Presente (Adeste Fidelis)
Dalva de Oliveira (1953), com Roberto Inglez e sua Orquestra 








2 comentários:

  1. Que voz maviosa...não conhecia, essas duas interpretações da Dalva de Oliveira. Obrigada, Bonavides! Que lindo presente de Natal!

    Um abraço, Boas Festas!
    Lúcia

    ResponderExcluir
  2. Nossa que lindo, também não conhecia estas duas versões com Dalva de Oliveira, eu fiquei com olhos molhados de emoção, vivemos em um mundo cada vez mais materialista e distante, a voz de Dalva nos remete a algo terno, aconchegante e feliz, um mundo que não existe mais.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...