segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

MÁRIO REIS, Doutor em Samba!



Há 105 anos, em 31 de dezembro de 1907, nascia no Rio de Janeiro o cantor Mário da Silveira Reis.



Seu contato com a música se iniciou em 1924, quando ele passou a ter aulas de violão com Carlos Lentine (futuro integrante do Regional de Benedito Lacerda).

Mário Reis começou sua carreira como cantor em 1928. Dois anos antes, em 1926, havia começado a ter aulas de violão com o compositor Sinhô (José Barbosa da Silva).

Foi justamente Sinhô quem o levou para gravar seu primeiro disco, com músicas de sua autoria: o samba Que vale a nota sem o carinho das mulheres? e a canção pedagógica, que Sinhô compôs especialmente para ser cantada em salas de aulas, Carinhos de Vovô.

Mário possuía uma voz suave, afinada e de curto alcance. No período da gravação mecânica (de 1902 até 1926) só barítonos e tenores podiam gravar discos. Com o surgimento da gravação elétrica no Brasil, 1927, ele podia gravar tranquilamente. Sinhô gostou de sua voz e de seu estilo de cantar, assim como o público. Em pouco tempo, os discos de Mário Reis vendiam bastante, fazendo igualdade com o grande nome de então: Francisco Alves.

Mas, isso não foi problema: os dois se uniram e gravaram vinte e quatro músicas, todas antológicas, composições de alta qualidade em uma célebre parceria. A calma voz de Mário combinou perfeitamente com a potente voz de Francisco Alves.

Em 1930, ele se formou em Direito, sendo colega de classe de Ary Barroso.

No meio artístico seus grandes amigos eram, entre outros, Carmen Miranda e Francisco Alves.

Continuou lançando sucessos, inclusive no carnaval e festas juninas.

Mesmo com várias excursões pelo Brasil e Argentina, aparecendo em filmes de sucesso, Mário Reis se afastou da cena artística na segunda metade da década de 1930, para ser funcionário público.
Voltaria a gravar algumas vezes, como em 1939, quando também participou do espetáculo Joujoux et Balangandãs.

Nos anos 50 lançaria alguns discos com gravações de Sinhô.
Voltaria vez ou outra à cena artística, com importantes contribuições.

Mário Reis faleceu no Rio de Janeiro em 05 de outubro de 1981.





2 comentários:

  1. Amigo, passei para lhe desejar um Feliz Ano Novo com muita saúde, paz e muito amor. Beijos com carinho

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...