quinta-feira, 4 de abril de 2013

ARY KERNER, 50 anos de Saudade




Há 50 anos, em 04 de abril de 1963, falecia o compositor, instrumentista, jornalista, poeta, dramaturgo, pianista e teratrólogo, ARY KERNER.

Ary Kerner Veiga de Castro nasceu em 27 de fevereiro de 1906, no Rio de Janeiro.
Trabalhou como funcionário público, sendo inspetor do ensino comercial e funcionário da Secretaria do Senado federal. Escreveu em revistas como O Malho, Fon-Fon, e também em jornais como O Correio da Manhã e O Globo. Ainda publicou vários livros de poesia.

No final dos anos 20 e início dos anos 30, Ary Kerner foi compositor de sucesso, tendo suas composições gravadas pelos maiores nomes de então. Ele mesmo chegou a gravar um disco como cantor.

Vamos conferir algumas.


Moreninha
Marchinha Carnavalesca
Gravada por Arthur Castro e o Brazilian Jazz Band
Disco Imperador 1.061-A, matriz 2099
Lançado em 1926




Xô, canarinho
Sambinha
Gravado por Francisco Alves e a Orquestra Pan American do Cassino Copacabana
Disco Odeon 10.127-B, matriz 1482
Lançado em fevereiro de 1928




Foste não és mais...
Tango Canção
Gravado por Francisco Alves e a Orquestra Rádio Central
Disco Odeon 10.213-A, matriz 1743
Lançado em setembro de 1928




Viola quebrada
Canção Sertaneja
Gravada por Patrício Teixeira e dois violões
Disco Parlophon 12.821-A, matriz 1682
Lançado em setembro de 1928




Trepa no Coqueiro
Embolada
Gravada por Patrício Teixeira
Disco Odeon 10.489-A, matriz 2957
Lançado em novembro de 1929




Trepa no Coqueiro
Embolada
Gravada por Mário Pessoa, dois violões e piano
Disco Victor 33.252-A, matriz 50132-1
Gravado em 30 de novembro de 1929 e lançado em janeiro de 1930




Tanta morena bonita
Samba
Gravado por Alfredo Albuquerque e orquestra
Disco Odeon 10.548-B, matriz 3177-1
Gravado em novembro de 1929 e lançado em junho de 1930




Sapo, sapinho
Samba
Gravado por Patrício Teixeira e Conjunto
Disco Odeon 10.527-A, matriz 2958
Lançado em janeiro de 1930




Benzinho do Coração
Tango
Gravado por Sylvio Salema e a Hotel Itajubá Orquestra
Disco Parlophon 12.852-B, matriz 1071
Lançado em outubro de 1928



Benzinho do Coração
Canção
Gravada por Gastão Formenti e o maestro henrique Vogeler, ao piano
Disco Odeon 10.512-B, matriz 2976
Lançado em dezembro de 1929




Na Serra da Mantiqueira
Canção
Gravada por Gastão Formenti e a Orquestra Victor Brasileira, dirigida por João Martins
Disco Victor 33.595-A, matriz 65586-2
Gravado em 01 de novembro de 1932 e lançado em dezembro de 1932




Pássaro cego
Valsa
Gravada por Gastão Formenti e a Orquestra Victor Brasileira, sob a direção de Pixinguinha
Disco Victor 33.842-B, matriz 79628-1
Gravado em 03 de maio de 1934 e lançado em outubro de 1934






Agradecimento ao Arquivo Nirez



2 comentários:

  1. Parabéns Marcelo!
    Um Salve para o inspirado Ary Kerner, autor de uma das mais lindas canções brasileiras, que não se pode ouvir sem deixar cair uma lágrima : "Na Serra da Mantiqueira"!

    ResponderExcluir
  2. Parabéns Marcelo!
    Um Salve para Ary Kerner Veiga de Castro, autor de uma das mais lindas canções brasileiras, que não se pode ouvir sem deixar cair uma lágrima: "Na Serra da Mantiqueira"!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...