sexta-feira, 2 de agosto de 2013

J. B. DE CARVALHO, o Batuqueiro Famoso




A noite fica mais interessante ouvindo J. B. de Carvalho, o Batuqueiro Famoso.

Nascido no Rio de Janeiro em 24 de abril de 1901, João Batista de Carvalho iniciou carreira artística em 1931, liderando o ótimo Conjunto Tupy, grupo vocal do qual faziam parte as cantoras Yolanda Osório e Zaíra de Oliveira, e ainda, Herivelto Martins (em início de carreira) e Francisco Sena (que depois, ao lado de Herivelto, formaria a Dupla Preto e Branco).

J. B. de Carvalho, como era conhecido, se notabilizou como cantor de corimas e pontos de macumba. O repertório do Conjunto Tupy apresenta, em boa parte, um rico e interessante repertório abordando a cultura afro-brasileira com influência indígena. 

Ele foi pioneiro em apresentar pontos de macumba nas rádios, tendo se apresentado em todas as emissoras cariocas. A polícia aparecia com alguma frequência devido a alguns ouvintes entrarem em transe durante as apresentações do conjunto.

Em várias gravações de pontos de macumba ele fazia uma prece antes de cantar, acompanhado de todos presentes.

Mas, J.B. de Carvalho gravou outros estilos, também, com sucesso. Em seu repertório encontramos sambas, marchas (que fizeram sucesso em diferentes carnavais), batuques e até rumba.

Foi preso algumas vezes e afirmava que sempre era solto devido sua amizade com Getúlio Vargas. Seriam essas prisões preconceitos contra sua música de umbanda?

Teve uma longa carreira artística, mais de cinquenta anos, onde se dedicou à divulgação dos pontos de macumba, colaborando com o enriquecimento de nossa cultura.
Seu filho, J. B. Junior era pandeirista e compositor da Portela.

J. B. de Carvalho faleceu no Rio de Janeiro em 24 de agosto de 1979, ao 79 anos, coincidentemente no mesmo dia e mês em que faleceu seu amigo Getúlio Vargas.


O Conjunto Tupy merece uma postagem à parte.
Trago algumas de suas gravações, de variados estilos.

Em várias gravações podemos ouvir a voz da cantora Yolanda Osório no coro.

Em Flauta de bambu há a menção a várias outras músicas, de Villa Lobos, Carlos Gomes e o sucesso da Belle Époque Caraboo. 
Ainda podemos ouvir belos sambas como Bateu cinco horas e Juro.

Meia noite (a gravação de 1939)é um ponto de macumba onde um locutor faz a apresentação de J. B. de Carvalho. Dessa forma, podemos ter um pouco a ideia de como eram os programas de rádio dos anos 30.

Lenda da rosa vermelha é uma beleza à parte.



Meia Noite
Macumba de J. B. de Carvalho e J. Piedade
Acompanhamento do Conjunto Tupy
Disco Odeon 33.966-A, matriz 79905-1
Gravado em 14 de maio de 1935 e lançado em agosto desse mesmo ano




Sinhá Maria Rosa
Toada Cateretê de Roberto Martins e Ataulfo Alves
Acompanhamento do Conjunto Tupy
Disco Odeon 33.966-B, matriz 79906-2
Gravado em 14 de maio de 1935 e lançado em agosto desse mesmo ano




Flauta de bambu
Marcha de Sátiro de Melo e João Bastos Filho
Acompanhamento do Conjunto Tupy e Escola de Samba, direção de Sátiro de Melo
Disco Victor 34.016-B, matriz 80042-1
Gravado em 13 de dezembro de 1935 e lançado em janeiro de 1936




Caboclo do mato
Macumba de João da Baiana e Getúlio Marinho
Acompanhamento do Conjunto Gente de Casa
Disco Victor 34.158-A, matriz 80341-1
Gravado em 18 de março de 1937 e lançado nesse mesmo mês




Bateu cinco horas (Bateu 5 horas)
Samba de Haroldo Lobo em Milton de Oliveira
Acompanhamento do Conjunto Tupy
Disco Victor 34.230-A, matriz 80540-1
Gravado em 15 de julho de 1937 e lançado em novembro desse mesmo ano




Juro
Samba de Milton de Oliveira e Haroldo Lobo
Acompanhamento do Conjunto Tupy
Disco Victor 34.243-B, matriz 80569-1
Gravado em 05 de agosto de 1937 e lançado em dezembro desse mesmo ano




Vaca preta
Marcha de J. B. de Carvalho e Jorge Nóbrega
Acompanhamento do Conjunto Tupy
Disco Victor 34.261-B, matriz 80572-1
Gravado em 05 de agosto de 1937 e lançado em janeiro de 1938




Tereré não dá camisa a ninguém
Marcha de Valfrido Silva e Antônio Almeida
Acompanhamento do Conjunto Tupy
Disco Victor 34.281-A, matriz 80677-1
Gravado em 04 de janeiro de 1938 e lançado em fevereiro desse mesmo ano




Bagé
Maracatu de Raimundo Ferreira e Odilon Carvalho
Acompanhamento do Conjunto Tupy
Disco Victor 34.336-B, matriz 80704-1
Gravado em 21 de março de 1938 e lançado em julho desse mesmo ano




Suará
Jongo Batucada de J. B. de Carvalho e Jorge Nóbrega
Acompanhamento do Conjunto Tupy
Disco Victor 34.312-B, matriz 80706-1
Gravado em 21 de março de 1938 e lançado em maio desse mesmo ano




Meia Noite
Ponto de Macumba de Antenor Borges e Príncipe Pretinho
Acompanhamento de Regional
Disco Victor 34.491-A, matriz 33104-1
Gravado em 27 de junho de 1939 e lançado em setembro desse mesmo ano




Em sonhos te beijei
Samba de Djalma Esteves e Milton de Oliveira
Acompanhamento do Conjunto Tupy
Disco Odeon 11.763-A, matriz 6164
Gravado em 19 de julho de 1939 e lançado em setembro desse mesmo ano




Me deixa em paz
Samba de J. B. de Carvalho e Paulo Rodrigues
Acompanhamento do Conjunto Tupy
Disco Odeon 11.782-B, matriz 6195
Gravado em 11 de novembro de 1939 e lançado em novembro desse mesmo ano



  
Era eu
Samba canção de Amadeu Veloso e J. B. de Carvalho
Acompanhamento do Conjunto odeon
Disco Odeon 11.854-B, matriz 6313
Gravação de 05 de março de 1940 e lançado em maio desse mesmo ano.




Lenda da rosa vermelha
Marcha rancho de Amado Régis
Acompanhamento do Conjunto Odeon
Disco Odeon 11.995-A, matriz 6418
Gravado em 27 de junho de 1940 e lançado em junho de 1941















Agradecimento ao Arquivo Nirez









Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...