terça-feira, 21 de julho de 2015

PEPA DELGADO - 128 ANOS

Revista Fon-Fon, 1912.
http://memoria.bn.br/



Há 128 anos nascia a atriz e cantora PEPA DELGADO.

Maria Pepa Delgado nasceu em Piracicaba (SP), em 21 de julho de 1887. Era filha de Ana Alves e Lourenço Delgado. Seu pai era espanhol e trabalhava como toureiro. Ao vir morar no Brasil, Lourenço ainda se destacou em touradas por São Paulo, mas, abraçou a profissão de fotógrafo.

Por volta dos quinze anos, Pepa Delgado estava fazendo teatro no Rio de Janeiro, trabalhando em boas Companhias. Com o tempo seu talento para a comédia e canto foram se destacando, embora tenha se saído bem em dramas. Com dezessete anos gravou seus primeiros discos na Casa Edison, alguns em parceria com o colega Alfredo Silva, ator de destaque na época, ou com o famoso barítono Mário Pinheiro. Foi a primeira cantora a gravar o famoso tango As Laranjas da Sabina, a música de maior sucesso teatral do final do século XIX. Essa música só seria regravada comercialmente em 1999 pela cantora Maricenne Costa. No anos quarenta, Dircinha Batista, acompanhada de Pixinguinha e Benedito Lacerda cantou no rádio o Fadinho da Sabina, a mesma música, porém, não foi comercializada a gravação, embora ela exista (ouvi na casa do pesquisador Humberto Franceschi há vários anos atrás).

Pepa Delgado também atuou em filmes. Fez comédias e filmes musicais ainda na era do cinema mudo, o que obrigava os atores a ficarem atrás da tela dublando a si mesmo. Fez também dramas religiosos.


Jornal das Moças, anos 10.
http://memoria.bn.br/


No auge da carreira ela se casou com o militar Almerindo de Moraes, passando a assinar Maria Pepa Delgado de Moraes. Continuou atuando em sua Companhia até 1924, quando engravidou de seu único filho. Daí em diante, passou a ser uma dona de casa em tempo integral, cuidando da família e acompanhando o esposo em ocasiões solenes. Mas, não abandonou os colegas e novos talentos. Sempre que podia ajudava os iniciantes, como o comediante Colé Santana. Segundo o filho de Pepa me contou, Colé morou um tempo no porão da casa da família Moraes, no Encantado.


Pepa Delgado faleceu nova, antes de completar 57 anos. Foi vitima de uma meningite. 
Isso aconteceu no Rio de Janeiro em 11 de março de 1945.


Ficaram suas fotos, discos e a lembrança de uma mulher à frente de seu tempo, partilhadas comigo por sua atenciosa família. 

Salve Pepa Delgado!














Um comentário:

  1. Que maravilha Marcelo. Adorei a justa homenagem à grande Pepa Delgado.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...