sexta-feira, 6 de julho de 2018

CASTRO ALVES - 147 ANOS DE SAUDADE


CASTRO ALVES
Foto de Alberto Henschel
Biblioteca Nacional


Há 147 anos falecia o poeta CASTRO ALVES.

Antônio de Castro Alves nasceu na Fazenda de Cabaceiras, na então Freguesia de Muritiba, em Curralinho (atual Castro Alves) (BA), em 14 de março de 1847.

Destacou-se como poeta produzindo versos abolicionistas, condenando a escravidão no Brasil e expondo a absurda situação dos escravos.

Também famoso foi seu envolvimento amoroso com a atriz portuguesa Eugênia Câmara, que também era poetisa. Para ela, Castro Alves faria vários versos e uma peça de teatro.


EUGÊNIA CÂMARA
Arquivo Marcelo Bonavides


Além de poeta, ele tinha um grande talento para desenhar, deixando algumas obras, sem se profissionalizar nesse sentido.

Auto-Retrato de Castro Alves
Biblioteca Nacional


Desenho de Castro Alves
Revista da Semana, 1928.
http://memoria.bn.br

Vários de seus poemas foram musicados e, a partir de 1902, gravados por cantores como Bahiano, Cadete, Mário Pinheiro, Arthur Castro, e mais adiante, por Olga Praguer Coelho, entre outros. Seu poema mais conhecido é O Gondoleiro do Amor, que recebeu melodia de Salvador Fábregas.


CASTRO ALVES
Biblioteca Nacional.


Castro Alves faleceu jovem, aos 24 anos vitimado pela tuberculose, em Salvador (BA), no dia 06 de julho de 1871.


Trago algumas gravações de seus poemas, que receberam melodias, feitas entre 1904 e 1936.




A CONCHA DO AMOR
Canção com versos de Castro Alves e melodia de Salvador Fábregas
Gravada por Mário Pinheiro
Acompanhamento de violão
Disco Odeon Record 40.080, matriz RX-121
Lançado em 1904



PÁLIDA MADONA
Modinha com versos de Castro Alves
Gravada por Mário Pinheiro
Acompanhamento de violão
Disco Odeon Record 40.563
Lançado em 1905



EUGÊNIA
Modinha com versos de Castro Alves
Gravada por Mário Pinheiro
Acompanhamento de violão
Disco Odeon Record 40.611
Lançado em 1905



VAMOS EUGÊNIA
Modinha com versos de Castro Alves
Gravada por Mário Pinheiro
Disco Victor Record 99.721
Lançado em 1910



O GONDOLEIRO DO AMOR I
Barcarola com versos de Castro Alves e melodia de Salvador Fábregas
Gravada por Mário Pinheiro
Acompanhamento de piano e violão
Disco Odeon Record 108.193
Lançado entre 1908 e 1909



O GONDOLEIRO DO AMOR II
Barcarola com versos de Castro Alves e melodia de Salvador Fábregas
Gravada por Mário Pinheiro
Acompanhamento de piano e violão
Disco Odeon Record 108.194
Lançado entre 1908 e 1909



O GONDOLEIRO DO AMOR
Barcarola com versos de Castro Alves e melodia de Salvador Fábregas
Gravada por Arthur Castro
Disco Phoenix Record 283, matriz 1490
Lançado em 1913



O GONDOLEIRO DO AMOR
Modinha com versos de Castro Alves e melodia de Salvador Fábregas
Gravado por Olga Praguer Coelho, acompanhada de violões
Disco Victor 34.105-B, matriz 80181-1
Gravado em 30 de julho de 1936 e lançado em novembro



A BARQUINHA
Modinha com versos de Castro Alves e melodia de Salvador Fábregas
Gravada por Cadete
Acompanhamento de violão
Disco Odeon Record 108.475, matriz XR-1065
Lançado em 1911









Agradecimento ao Arquivo Nirez












Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...