sexta-feira, 24 de maio de 2019

EFEMÉRIDES DE 24 DE MAIO: BAPTISTA JÚNIOR E MARTINEZ GRAU


A data de hoje, 24 de maio de 2910, marca o falecimento e nascimento dos seguintes artistas: BAPTISTA JÚNIOR e MARTINEZ GRAU


BAPTISTA JÚNIOR
(1894 – 1943)

Carioca, 1937.
Arquivo Nirez


Cantor, Ventríloquo, Comediante e Compositor.

João Baptista de Oliveira Júnior nasceu em São Paulo (SP), em 15 de janeiro de 1894. Foi um de nossos grandes comediantes e considerado o maior ventríloquo brasileiro. Gravou vários discos, participou de filmes, como o célebre Coisas Nossas (1931), e também se destacou no rádio.
Casado com D. Emília Grandino de Oliveira (D. Neném), era pai das cantoras Linda e Dircinha Batista, além de Odete Batista.
Faleceu no Rio de Janeiro em 24 de maio de 1943.


VISITA DO CAIPIRA PAULISTA
Arranjo de Baptista Júnior
Gravado por Baptista Júnior
Disco Gaúcho Record 1.134, matriz 1134
Lançado em 1913



CONVENCIDA
Valsa de Baptista Júnior
Gravada por Baptista Júnior
Acompanhamento da Orquestra de E. Séppe
Disco Columbia 5.008-B, matriz 380043
Lançado em fevereiro de 1929



PINTA MEU BEM
Samba de Baptista Júnior
Gravado por Baptista Júnior
Acompanhamento de Quarteto Instrumental
Disco Columbia 5.009-B, matriz 380039
Lançado em fevereiro de 1929



ME QUIERES MATAR
Samba Argentino de Baptista Júnior
Gravado por Baptista Júnior
Acompanhamento de Piano
Disco Columbia 5.020-B, matriz 380062-2
Lançado em março de 1929



ADEUS MOMO
Maxixe de Baptista Júnior
Gravado por Baptista Júnior
Acompanhamento da orquestra Ghiraldini
Disco Columbia 5.028-B, matriz 380098-2
Lançado em março de 1929



               
MARTINEZ GRAU
(1897 – 1963)

O Cruzeiro, 1936.
http://memoria.bn.br


Compositor e Maestro

Afonso Martinez Grau nasceu em São Paulo, em 24 de maio de 1897.
Foi considerado um brilhante regente e harmonizador, tendo suas composições gravadas por Francisco Alves e Margarida Max.
Contribuiu com suas músicas e regência para o Teatro de Revista.
Faleceu em São Paulo em 05 de dezembro de 1963.


SAPOTY
Canção Brasileira de Martinez Grau e Freire Júnior
Gravada por Francisco Alves
Acompanhamento do Jazz Band Pan American
Disco Odeon 10.210-B, matriz 1738
Lançado em 1928



BOCAS
Marcha de Martinez Grau
Gravada por Margarida Max
Acompanhamento da Orquestra Brunswick
Disco Brunswick 10.007-A, matriz 104
Lançado em dezembro de 1929



UM DOIS TRÊS
Marcha de Martinez Grau e César Ladeira
Gravada por Raquel de Freitas
Disco Arte-Fone 4.085, matriz 294
Lançado em 1932



QUERO DAR UM BEIJINHO EM VOCÊ
Samba de Martinez Grau e Ari Machado
Gravado por Arnaldo Pescuma e Januário de Oliveira
Acompanhamento dos Diabos do Céu
Disco Victor 34.035-A, matriz 80094-1
Gravado em 24 de janeiro de 1936 e lançado em fevereiro de 1936



MULATINHA DA CASERNA
Marcha de Martinez Grau e Ariovaldo Pires
Gravado por Arnaldo Pescuma e Januário de Oliveira
Acompanhamento dos Diabos do Céu
Disco Victor 34.035-B, matriz 80095-1
Gravado em 24 de janeiro de 1936 e lançado em fevereiro de 1936













Agradecimento ao Arquivo Nirez

quinta-feira, 23 de maio de 2019

EFEMÉRIDES DE 23 DE MAIO: SÍLVIO CALDAS E MANEZINHO ARAÚJO


A data de hoje, 23 de maio de 2019, marca o nascimento e falecimento dos seguintes artistas: SÍLVIO CALDAS e MANEZINHO ARAÚJO.



SÍLVIO CALDAS
(1908 – 1998)


Arquivo Nirez

Cantor e compositor

Sílvio Narciso de Figueiredo Caldas nasceu no Rio de Janeiro em 23 de maio de 1908. Era irmão do cantor e compositor Murilo Caldas.
Sílvio Caldas iniciou sua carreira artística em 1930, gravando vários discos, sendo um de nossos maiores intérpretes. Ao longo de sua carreira, destacou-se por um variado repertório, inclusive no campo romântico onde lançou clássicos como Chão de Estrelas, de sua autoria e de Orestes Barbosa.
Faleceu em Atibaia (SP), em 03 de fevereiro de 1998, aos 89 anos de idade.


ARREPENDIMENTO
Samba de Sílvio Caldas e Cristóvão de Alencar
Gravado por Sílvio Caldas
Acompanhamento de Benedito Lacerda e Seu Conjunto
Disco Odeon 11.241-A, matriz 5070
Gravado em 13 de junho de 1935 e lançado em julho de 1935



TORTURANTE IRONIA
Valsa de Sílvio Caldas e Orestes Barbosa
Gravada por Sílvio Caldas
Acompanhamento de Benedito Lacerda e Seu Conjunto
Disco Odeon 11.241-B, matriz 5071
Gravado em 15 de junho de 1935 e lançado em julho de 1935



INQUIETAÇÃO
Samba de Ary Barroso
Gravado por Sílvio Caldas
Acompanhamento da Orquestra Odeon Sob Direção de Simon Bountman
Disco Odeon 11.255-A, matriz 5082
Gravado em 25 de junho de 1935 e lançado em setembro de 1935



RAINHA SEM TRONO
Samba de Benedito Lacerda e Jorge Faraj
Gravado por Sílvio Caldas
Acompanhamento de Benedito Lacerda e Seu Conjunto Regional
Disco Odeon 11.278-B, matriz 5144
Gravado em 10 de setembro de 1935 e lançado em novembro de 1935



CHÃO DE ESTRELAS
Valsa Canção de Sílvio Caldas e Orestes Barbosa
Gravada por Sílvio Caldas
Acompanhamento de Benedito Lacerda e Seu Conjunto Regional
Disco Odeon 11.475-B, matriz 5546
Gravado em 18 de março de 1937 e lançado em junho de 1937




MANEZINHO ARAÚJO
(1913 – 1993)


O Malho, 1938.
http://memoria.bn.br

 Cantor, Compositor, Jornalista e Pintor

Manoel Pereira de Araújo nasceu em Cabo (PE), em 27 de setembro de 1913.
Iniciou sua carreira no Rio de Janeiro em 1933, depois de ser incentivado no ano anterior pela cantora Carmen Miranda, que excursionava pelo Nordeste ao lado de Josué de Barros.
Manezinho Araújo destacou-se nos anos 30 e 40 cantando emboladas e divulgando a música nordestina. Atuou em filmes e em 1945 gravou um de seus grandes sucessos, o samba Dezessete e Setecentos, de Luiz Gonzaga e Miguel Lima.
Manezinho Araújo faleceu em São Paulo, em 23 de maio de 1993, aos 79 anos de idade.


DE FAZÊ ADMIRÁ
Embolada de Benedito Lacerda
Gravada por Manezinho Araújo
Acompanhamento de Benedito Lacerda e Seu Conjunto Regional
Disco Odeon 11.474-A, matriz 5551
Gravado em 20 de março de 1937 e lançado em maio de 1937



MULHÉ RENDÊRA
Toada Popular e de Manezinho Araújo
Gravada por Manezinho Araújo
Acompanhamento de Benedito Lacerda e Seu Conjunto Regional
Disco Odeon 11.490-B, matriz 5520
Gravado em 23 de fevereiro de 1937 e lançado em julho de 1937



O CARRETÉ DO CORONÉ
Coco de Manoel Araújo
Gravado por Manezinho Araújo
Acompanhamento dos Boêmios da Cidade
Disco Odeon 11.745-A, matriz 6057
Gravado em 11 de abril de 1939 e lançado em agosto de 1939



CALU MEU BEM
Chula Popular, arranjo de Felisberto Martins e Manoel Araújo
Gravada por Manezinho Araújo
Acompanhamento dos Boêmios da Cidade
Disco Odeon 11.840-A, matriz 6304
Gravado em 14 de fevereiro de 1940 e lançado em abril de 1940



DEZESSETE E SETECENTOS
Samba do Folclore e de Luís Gonzaga e Miguel Lima
Gravado por Manezinho Araújo
Acompanhamento de Benedito Lacerda e Seu Conjunto
Disco Continental 15.302-A, matriz 911-1
Gravado em 12 de fevereiro de 1945 e lançado em março de 1945











Agradecimento ao Arquivo Nirez










quarta-feira, 22 de maio de 2019

RELEMBRANDO BARBOSA JÚNIOR


BARBOSA JÚNIOR
Fon Fon, 1940.
http://memoria.bn.br



Hoje, vamos relembrar um dos grandes nomes de nosso humorismo radiofônico: BARBOSA JÚNIOR.

Artur Barbosa Júnior nasceu no Rio de Janeiro em 17 de maio de 1897 (algumas fontes dão 1891). Era cantor e compositor, além de ator e humorista. Também era irmão do cantor Luiz Barbosa e do compositor Paulo Barbosa. Barbosa Júnior faleceu no Rio de Janeiro, segundo o Dicionário Ricardo Cravo Albin da MPB, aos 67 anos vitima de complicações decorrentes de uma operação de hérnia. Barbosa Júnior faleceu em 21 de maio de 1965, quatro dias depois de seu aniversário.


Barbosa Júnior criança
Carioca, 1936.
Arquivo Nirez


Os IRMÃOS BARBOSA: Paulo Barbosa, ao piano, Luiz Barbosa com chapéu de palha, e Barbosa Júnio ao microfone.
Carioca, 1936.
Arquivo Nirez


Barbosa Júnior estreou no disco pela gravadora Odeon, em 1934, registrando a marcha Dona Helena, de Ary Barroso e Nássara, e o intermezzo carnavalesco Cavalhada Franciscana, de Ary Barroso.

Gravou vários discos sozinho através da Odeon e Columbia, gravando um disco na Victor. Em 1935, gravou algumas músicas ao lado de Ismênia dos Santos. Gravaria também com Zezé Fonseca em 1940 e com Carmen Miranda, em 1937. Com Carmen Miranda, ele registraria os célebres choros Quem é?, de Custódio Mesquita e Joracy Camargo e Casaquinho de Tricô, de Paulo Barbosa. Também gravaria com Dircinha Batista.


Barbosa Júnior
Carioca, 1935.
http://memoria.bn.br


No cinema, Barbosa Júnior atuou em vários filmes, estreando em Estudantes (1935), atuando também em Alô, Alô Brasil (1935), Alô, Alô Carnaval (1936) e Caçando Feras (1936), entre outros, como O Simpático Jeremias (1944), onde vivia Jeremias.


Barbosa Júnior e Carmen Miranda em Estudantes (1935).
A Scena Muda, 1935.
http://www.bjksdigital.museusegall.org.br/


O Cruzeiro, 1936.
http://memoria.bn.br


Carioca, 1936.
Arquivo Nirez


Barbosa Júnior e Dalila de Almeida em Caçando Feras (1936).
Cinearte, 1936.
http://www.bjksdigital.museusegall.org.br/


Barbosa Júnior em Caçando Feras (1936).
A Scena Muda, 1936.
http://www.bjksdigital.museusegall.org.br/

Sua atuação no rádio foi bem-sucedida, destacando-se em programas como Piccolino, no final dos anos 30 e início dos anos 40. Neste programa, através dos ouvintes, ele conseguiu uma cadeira de rodas para uma criança cadeirante. Ainda em 1940, na Rádio Nacional, ele iniciou uma famosa parceria com Aracy Côrtes sendo apresentados como “Uma Dupla do Outro Mundo”.


Zezé Fonseca e Barbosa Júnior.
Cinearte, 1940.
http://www.bjksdigital.museusegall.org.br/



Um garoto não identificado e Barbosa Júnior,
que conseguiu sua cadeira de roda através dos ouvintes do programa Piccolino.
Fon Fon, 1939.
http://memoria.bn.br


Barbosa Júnior e uma ouvinte.
O Malho, 1939.
http://memoria.bn.br

Barbosa Junior e Silvino Neto.
Rádio Nacional, Programa Divertimento Lever.
Arquivo Nirez 1939


Um conhecido bordão seu era, ao ser chamado pelo nome, responder um longo "Heeeeiiinn?".

Apesar de todo seu sucesso em uma carreira consagrada, o nome de Barbosa Júnior é pouco conhecido hoje. Alguns pesquisadores e amantes da MPB de outros tempos o conhecem e sabem de sua importância para nossa cultura. Resta-nos divulgar seu talento para que as novas gerações o conheçam e fiquem sabendo que já tivemos artistas de grande valor ao longo de nossa História.


Barbosa Júnior.
Carioca, 1939.
http://memoria.bn.br


O Malho, 1939.
http://memoria.bn.br


Fon Fon, 1940.
http://memoria.bn.br



Barbosa Júnior
Carioca, 1936.
Arquivo Nirez


Trago algumas gravações de Barbosa Júnior onde ele atua como cantor, em gravações solo e em duetos com Carmen Miranda, Zezé Fonseca e Ismênia dos Santos. São registros feitos entre 1934 e 1940.



Barbosa Júnior canto solo


DONA HELENA
Marcha de Ary Barroso e Antônio Nássara
Gravada por Barbosa Júnior
Acompanhamento da Orquestra Odeon
Disco Odeon 11.184-A, matriz 4950
Gravado em 23 de novembro de 1934 e lançado em janeiro de 1935



CAVALHADA FRANCISCANA
Intermezzo Carnavalesco de Ary Barroso
Gravado por Barbosa Júnior
Acompanhamento da Orquestra Odeon
Disco Odeon 11.184-B, matriz 4951
Gravado em 23 de novembro de 1934 e lançado em janeiro de 1935



REPINICA
Marcha de Paulo Barbosa e Milton Amaral
Gravada por Barbosa Júnior
Acompanhamento da Orquestra Odeon
Disco Odeon 11.295-A, matriz 5184
Gravado em 19 de novembro de 1935 e lançado em dezembro de 1935



MULHER VAMPIRO
Marcha de Alberto Ribeiro e Alcir Pires Vermelho
Gravada por Barbosa Júnior
Acompanhamento da Orquestra Odeon
Disco Odeon 11.295-B, matriz 5185
Gravado em 19 de novembro de 1935 e lançado em dezembro de 1935



AULA DE CANTO
Marcha de Peterpan e Oscar Lavado
Gravada por Barbosa Júnior
Acompanhamento dos Diabos do Céu
Disco Victor 34.287-A, matriz 80661-1
Gravado em 28 de dezembro de 1937 e lançado em fevereiro de 1938



TÁ BOM DEIXA (TÁ TÁ TÁ E COISA)
Marcha de Barbosa Júnior. e Chuca Chuca
Gravada por Barbosa Júnior
Acompanhamento dos Diabos do Céu
Disco Victor 34.287-B, matriz 80660-1
Gravado em 28 de dezembro de 1937 e lançado em fevereiro de 1938



TENOR DE BANHEIRO
Marcha de Arnaldo Paes e César Brasil
Gravada por Barbosa Júnior
Acompanhamento de Napoleão Tavares e Seus Soldados Musicais
Disco Columbia 55.016-A, matriz 127
Lançado em fevereiro de 1939



AS PUPILAS DO SEU BOCAGE
Marcha de Arnaldo Paes e Wilson Batista
Gravada por Barbosa Júnior
Acompanhamento de Napoleão Tavares e Seus Soldados Musicais
Disco Columbia 55.016-B, matriz 128
Lançado em fevereiro de 1939



CARANGOLA XUXU
Marcha de Osvaldo Santiago e Paulo Barbosa
Gravada por Barbosa Júnior
Acompanhamento do Conjunto de Benedito Lacerda
Disco Columbia 55.408-A, matriz 612-1
Lançado em fevereiro de 1943



ACONTECEU COMIGO
Samba de Osvaldo Santiago e Paulo Barbosa
Gravado por Barbosa Júnior
Acompanhamento do Conjunto de Benedito Lacerda
Disco Columbia 55.408-B, matriz 613-1
Lançado em fevereiro de 1943



Barbosa Júnior gravações em duetos


DA DISCUSSÃO NASCE A LUZ
Humorismo de Barbosa Júnior e Maria Célia
Gravado por Ismênia dos Santos e Barbosa Júnior
Acompanhamento de Heriberto Muraro ao Piano
Disco Odeon 11.243-A, matriz 5077
Gravado em 20 de junho de 1935 e lançado em julho de 1935



UMA BEBEDEIRA
Humorismo de Barbosa Júnior
Gravado por Ismênia dos Santos e Barbosa Júnior
Acompanhamento de Heriberto Muraro ao Piano
Disco Odeon 11.243-B, matriz 5076
Gravado em 20 de junho de 1935 e lançado em julho de 1935



CASAQUINHO DE TRICÔ
Choro Receita de Paulo Barbosa
Gravado por Carmen Miranda e Barbosa Júnior
Acompanhamento de Benedito Lacerda e Seu Conjunto Regional
Disco Odeon 11.285-B, matriz 5169
Gravado em 05 de outubro de 1935 e lançado em novembro de 1935



QUEM É?
Choro de Custódio Mesquita e Joracy Camargo
Gravado por Carmen Miranda e Barbosa Júnior
Acompanhamento do Grupo da Odeon
Disco Odeon 11.506-A, matriz 5621
Gravado em 20 de julho de 1937 e lançado em setembro de 1937



ELE NÃO DORME SEM APANHÁ
Chorinho de Cícero Nunes
Gravado por Dircinha Batista
Acompanhamento do Grupo da Odeon
Disco Odeon 11.628-A, matriz 5870
Gravado em 20 de junho de 1938 e lançado em agosto de 1938



HINO DA ALEGRIA
Marcha de Juraci Araújo e Gomes Filho
Gravada por Zezé Fonseca e Barbosa Júnior
Acompanhamento de Regional
Disco Victor 34.629-A, matriz 33423-1
Gravado em 09 de maio de 1940 e lançado em julho de 1940



FOI VOCÊ
Samba de Juraci Araújo e Gomes Filho
Gravado por Zezé Fonseca e Barbosa Júnior
Acompanhamento de Regional
Disco Victor 34.629-B, matriz 33424-1
Gravado em 09 de maio de 1940 e lançado em julho de 1940











Agradecimento ao Arquivo Nirez















Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...